Wikia

Heróis do Brasil Wiki

Guarda Civil Orlando Pinto da Silva

Discussão0
122 pages em
Este wiki
Brasão da PCESP.jpg
VEJA O VÍDEO: ESQUECIDOS PELA COMISSÃO DA VERDADE

Introdução

No final dos anos sessenta  grupos de militantes comunistas das linhas chinesa e cubana, partidários da insurreição armada, organizaram-se para se opor pelas armas ao governo da ditadura e estabelecer no Brasil uma DITADURA COMUNISTA.

Minoritários, por não contarem com a adesão popular e sem efetivos para manterem guerrilha armada contra as Forças Armadas ou policiais, passaram a desenvolver ações limitadas como roubo a bancos, roubo de armas, roubo de autos, detonação de artefatos explosivos nas portas de alguns quartéis e outros crimes parecidos. Mais tarde tentaram sequestrar aviões, não conseguindo. Sequestros de diplomatas estrangeiros foram efetivados com sucesso, pela pouca segurança a serviço desses funcionários.

A ação armada limitada e de pequeno significado revolucionário desses insurretos, chamados de subversivos ou terroristas pelo governo, realizada em agências bancárias, na via pública contra cidadãos ou na porta de quarteis, acabava ferindo ou matando populares, que passaram a ser as vítimas diretas desses crimes, por deterem a posse da “res furtiva” ou por serem meros transeuntes no local.

Sem o apoio popular que engrossasse o número de militantes da “guerrilha” ou a auxiliasse materialmente e a severa repressão exercida pelos militares acabaram por esvazia-la até a completa extinção, na primeira metade dos anos setenta.

As consequências das suas ações, entretanto, materializaram-se nas centenas de vítimas inocentes mortas ou gravemente feridas em todo o Brasil.

São Paulo - 09/05/69

Em maio de 1969, dois bancos foram assaltados ao mesmo tempo, por dezesseis terroristas, na Rua Piratinga, uma das mais movimentadas de São Paulo.

Foi uma manobra estrategicamente sem falhas. Oito homens entraram num banco, sete no outro, enquanto um só garantia a cobertura: era o ex-Capitão Carlos Lamarca, pela primeira vez reconhecido num assalto, temido pela sua pontaria (foi campeão de tiro do II Exército e costumava se distrair matando ratos com tiros na cabeça).

No assalto, exibiu a sua habilidade assassina quando o guarda-civil Orlando Pinto Saraiva, correndo, se aproximava do local: Lamarca disparou dois tiros certeiros com seu revólver 38, um na nuca, outro no queixo, matando o policial.

Na ocasião também foi esfaqueado o gerente do Banco, Norberto Draconetti.


A "organização" responsável por esse assalto foi a autodenominada Vanguarda Popular Revolucionária - VPR.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória